Espanhol Português Inglês
Novidade - Cotação Online
GUIA ONLINE
DE FORNECEDORES
Fabricantes Distribuidores Empresas
Busca Geral
Participe agora mesmo
CADASTRE-SE AGORA MESMO!


Voltar

Arla vai transferir linhas de produção para o oriente médio

Parte da produção em três locais da Arla Foods serão transferidas para um local recém-adquirido no Oriente Médio, como parte do objetivo da empresa de agronegócio de oferecer novas oportunidades comerciais aos clientes, bem como seus esforços contínuos para tornar sua cadeia de fornecimento mais eficiente.

A medida não deve ocorrer até o final de 2020 e meados de 2021, mas a Arla Foods diz que está anunciando a mudança com antecedência para assegurar uma transição suave e transparente, bem como soluções oportunas para o pessoal afetado.

Em dezembro de 2018, a Arla Foods anunciou um acordo com a Mondeléz International para adquirir seu negócio de queijo processado na região do Oriente Médio, que atualmente é licenciada sob a marca Kraft. Este acordo foi formalmente concluído em 28 de maio e a Arla assumiu as operações adquiridas.

A aquisição também dá à Arla a propriedade total de um local de produção de queijos no Bahrein, o que lhe proporciona a oportunidade de expandir a produção de queijos da marca na região do Oriente Médio e Norte da África e melhorar ainda mais a eficiência geral da sua cadeia de fornecimento.

Após a aquisição, a Arla está anunciando sua decisão de transferir certas linhas de produção de queijo processado e creme esterilizado de seus locais em Bislev e AKAFA, na Dinamarca, e de sua filial em Riad, na Arábia Saudita, - tudo para o recém-adquirido local em Manama, no Bahrein.

Ainda há vários fatores que podem mudar os números finais, segundo a Arla. No entanto, é sua estimativa atual que os seguintes volumes sejam transferidos:

+ Aprox. 26.000 toneladas (anualmente) de queijo processado de Bislev, potencialmente impactando aprox. 40 linhas.

+ Aprox. 18.000 toneladas (anualmente) de creme esterilizado da AKAFA, potencialmente impactando aprox. 35 linhas.

+ Os volumes de queijo processado a serem transferidos de Riade ainda precisam ser confirmados.

“Faz muito sentido para nós colocarmos a produção desses produtos no local recém-adquirido no Bahrein, uma vez que eles são feitos principalmente para o Oriente Médio e Norte da África e, em menor grau, para outros mercados. Isso nos dá uma forte pegada regional da cadeia de suprimentos que nos permite garantir competitividade de longo prazo na região por meio de escala e eficiência, e a planta piloto em nosso novo local no Bahrein nos permitirá inovar em novas formas dentro dessa categoria”, disse o vice-presidente executivo da Arla, Sami Naffakh.

Localizado em Manama, no Bahrein, o local recém-adquirido tem capacidade superior a 66.000 toneladas. Criado em 2008, inclui uma planta piloto de inovação e ganhou vários prêmios por excelência em fabricação dentro das principais categorias de queijos. Ao transferir a produção de queijo processado e creme esterilizado para esse local, a Arla também espera melhorar o prazo de validade desses produtos em quatro semanas, já que o tempo de transporte para os clientes na MENA será significativamente reduzido.

As mudanças anunciadas não serão totalmente implementadas até o final de 2020 e meados de 2021. No entanto, a Arla decidiu informar os funcionários nos três locais afetados agora.

"É importante para nós sermos tão abertos sobre o futuro quanto pudermos com nossos funcionários e uma vez que os próximos meses exigirão um alto grau de envolvimento da equipe em cada local afetado, decidimos informar nossos funcionários agora sobre a decisão", disse Naffakh.

“Assim que formos capazes de confirmar os volumes exatos que serão transferidos, nos envolveremos com os funcionários afetados para garantir que eles sejam apoiados para seguirem em frente de uma maneira positiva, seja para empregos em outros locais de produção da Arla ou fora da Arla. Temos um bom histórico de encontrar maneiras de ajudar as pessoas em novas oportunidades de emprego, especialmente quando há um período relativamente longo de tempo para resolver isso. Eles podem trazer valiosos conhecimentos de produção para nossos outros locais, o que é uma oportunidade que não queremos perder", disse Naffakh.




Envie uma notícia



Telefone:

11 5524-6931       11 99834-5079

Newsletter:

Fique conectado:

© EDITORA INSUMOS LTDA.

Av. Sargento Geraldo Santana,
567 – 1º andar
CEP 04674-225
São Paulo, SP - Brasil

001