Guia 2021

Cadastre-se
anuncie
MENU
MÍDIA KIT 2021
Download
COTAÇÃO DE INGREDIENTES
GUIA DE FORNECEDORES
CADASTRE SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI


Voltar

Empresas do setor de alimentos e bebidas dão o pontapé inicial para concessão do coco sustentável

Pesos pesados da indústria de alimentos e bebidas, incluindo AAK, FrieslandCampina, Harmless Harvest Thailand, Nestlé e Unilever, juntaram-se à Barry Callebaut para assinar o primeiro contrato de concessão de coco sustentável da indústria do coco.

Com o apoio da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) Green Invest Asia, o contrato visa melhorar a subsistência dos agricultores, diminuir a pegada de carbono, prevenir o desmatamento e aumentar a oferta para atender à crescente demanda global.

O contrato de concessão é um marco importante no caminho para melhorar o cultivo do coco e a subsistência dos agricultores. Estou satisfeito por termos conseguido reunir os principais participantes e partes interessadas em uma mesa. Este é um desafio que deve ser enfrentado em conjunto para ter sucesso”, Massimo Selmo, chefe global de abastecimento da Barry Callebaut.

O contrato é implementado por uma parceria público-privada entre sete empresas: Barry Callebaut, Bunge, FrieslandCampina, Jacobs Douwe Egberts, Procter and Gamble e Nestlé. A GIZ (Agência Alemã de Desenvolvimento) implementará o contrato para melhorar a sustentabilidade na cadeia de abastecimento de coco das Filipinas.

De acordo com Mathieu Chaumont, diretor de abastecimento da Harmless Harvest, empresa com sede nos Estados Unidos que comercializa água de coco orgânica, a agricultura regenerativa é necessária para melhorar a qualidade do solo para o cultivo de coco e combater o aquecimento global.

O consumo de coco continua a crescer globalmente, aumentando seu perfil como uma alternativa alimentar segura, mas a crescente demanda ano a ano corre o risco de esvaziar as prateleiras de centenas de produtos à base de coco e óleo de coco. O amplo uso do coco no setor de Food & Beverage, ao lado de outras indústrias, impulsionou o rápido crescimento do mercado global de coco. De acordo com a Barry Callebaut, qualquer interrupção da cadeia de suprimentos pode afetar centenas de produtos, desde alimentos até produtos farmacêuticos.

O novo contrato de concessão descreve as áreas de foco, princípios e metas do programa de sustentabilidade nas cadeias de abastecimento de coco, bem como visa harmonizar os requisitos dos compradores para os parceiros da cadeia de abastecimento.

Em linha com o tema “Plant-Forward” - uma tendência para 2021 indexada pelo Innova Market Insights - os cocos se tornaram cada vez mais populares em formulações à base de plantas este ano.

A Harmless Harvest anunciou sua expansão com um conjunto completo de produtos alternativos de iogurte de coco à base de plantas no início deste ano. Os produtos são comercializados como ricos em triglicerídeos de cadeia média de coco, feitos usando um processo tradicional de iogurte para incluir culturas vivas e ativas para a saúde intestinal.

Da mesma forma, a Danone lançou novas versões à base de plantas para as suas marcas de iogurte Activia e Danio, na Holanda, em março passado, que incluem uma variedade à base de coco.

Fonte Food Ingredients First




Envie uma notícia



Telefone:

11 5524-6931       11 99834-5079

Newsletter:

Fique conectado:

© EDITORA INSUMOS LTDA.

Av. Sargento Geraldo Santana,
567 – 1º andar
CEP 04674-225
São Paulo, SP - Brasil

001